Pular para o conteúdo principal

Hora de Ler: Não Posso Me Apaixonar - Bella Andre + Considerações


Olá!!! Antes de QUALQUER COISA: Estejam cientes que o conteúdo é adulto. Bem, essa semana passei lendo um livrinho nem tão agradável assim, enrolei tanto que...
Sei nem por onde começar sinceramente. Tinha lido antes reviews deste livro antes, ri em algumas pois pareciam exageradas as conclusões de quem escreveu, eis que decido conferir e:::::: concordo com todos. E antes que venham atirar pedras, me submeti a um romance de banca, tamanho sacrificio para entrar nessa atmosfera e pegar algumas caracteristicas do estilo, ficar por dentro e ter embasamento (mais detalhes no final do post). Mas vamos ao review.

Gabe é um bombeiro gostosão bem esteriotipado, que salva Megan e Summer de um incêndio no apartamento da mãe e filha respectivamente, já nas primeiras páginas. Depois do ocorrido a filhinha querida pede para voltar no hospital e agradecer Gabe, que está seriamente machucado devido ao salvamento, PORÉM há uma atração entre ele e Megan desde o momento tenso nas chamas.
Megan só de ouvir a voz de Gabe já se molha toda (desculpem a expressão), e ele nem se fala. MAS esses dois não querem se entregar pois isso vai contra as regras criadas pelos mesmos. Gabe não quer se envolver com uma vítima que salvou pois isso traz complicações no trabalho; enquanto Megan se recusa a ter relações com alguém que tenha uma profissão perigosa, visto que ela perdeu o marido muito cedo (ele era piloto de guerra).

O livro fica nesse lenga lenga o tempo inteiro, nas suas 302 páginas, e olha tem que gostar MUITO desse tipo de romance viu! Não tem outra história acontecendo, a narrativa se torna massante e você tem vontade de abandonar pra ontem. Sem falar nas metáforas cheias de clichês, uma delas como "o perfume único de Gabe, quele cheiro de fumaça impregnado nele".
Outra coisa que irrita é que Summer, a filha de Megan tem SETE ANOS mas planeja altos encontros, e enxerga Gabe como o "próximo pai", ela quem incentiva a mãe de certa forma a cair nos braços dele, ONDE uma criança por mais inteligente que seja, vai ter uma sacada dessas?! Apesar de ser ficção isso me tirou do sério.

Mas você deve estar pensando "ah, mas e as cenas de sexo?" WHAT?! Continuei nessa esperança, e continua igualmente broxante. Sério, se tem uma palavra que defina esse livro, se chama: Decepção, além de ser previsível, tem um final muito... é... melhor nem falar senão spoiler, não cumpre com a intenção de entretenimento.

Desculpem, mas 2 estrelas é mais que merecido a obra.


Eu cheguei a ler uns 3 capítulos do primeiro título que Bella Andre lançou no Brasil, Um Olhar de Amor e gostei bastante, até ~~comprei~~ o ebook e tá na minha lista infinita de leitura. Continuarei acompanhando a série, já que foi meio "unanime" a opnião até de leitores assíduos de Bella sobre esse livro em particular. Fiquei com aquele sentimento de que poderia estar lendo algo mais proveituoso durante esse tempo, mas valeu como experiência.

Em breve para quem ficou curioso e quer se aventurar nessas páginas, terá promo aqui no blog, fiquem ligadinhos ;)
~
Quero compartilhar com vocês minha experiência com os "romances de banca" que estão voltando a ter atenção devido a essa febre causada pelo 50 Shades of Twilight. Comprei um kit da Editora Halequin como mostrei no In My Mailbox, para ter ideia do que iria vir pela frente ao solicitar o livro de Bella Andre.

Comecei lendo Inimigos no Altar, inicialmente ri do que me foi apresentado, parecia mais uma novela mexicana:::: e esse sentimento persiste até o final. De fato, uma leitura descompromissada, sem preconceitos nem controle de palavras, contendo palavrões e cenas de sexo dignas de Xvideos, agora começo a entender o motivo desse BOOM, sem dúvidas redirecionado as mulheres MAS que podem sim, serem lidos por homens também, por que não?!

E~U~ consegui fazer uma leitura mais "critica" (até parece né) e anotei umas características fortes desse gênero, são elas:

- Trama altamente previsível
- Linguagem informal, e muitas vezes "xula"
- SEMPRE tem o mocinho rico, poderoso e viril
- Se assemelha a uma novela mexicana
- Eufemismos exagerados e repetitivos ("o sexo" para se referir ao pênis do cara)
- Super valorização do mocinho.

E ainda assim vende que nem água né? HAHAHAHA! Posso dizer que esse foi o primeiro e último kit que comprei de "romance de banca" e quero distância, apesar de engraçado e até "divertido", p material é bem inferior ao que estamos acostumados, folhas de jornal, capa cartonada quase um Paperback só que pior (por isso são baratos).