Pipocando - O lobo de Wall Street


Primeiramente, me desculpem a ausência, sou uma pessoa muito ocupada, procurada, todos querem me apalpar, tirar foto, pedem autógrafos e me convidam pra milhões de coisas todos os dias (leia-se: me esquecia de fazer resenha devido a uma memória debilitada, me lembrava e esquecia de novo).

Filme com DiCaprio não dá pra perder. Filme do Scorsese com o DiCaprio, muito menos!
Em “O lobo de Wall Street” é nos contada a história de Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio), corretor de bolsa de valores em Nova York. Jordan era um jovem recém-casado e recém chegado à Manhattan, ambicioso e certinho. Conseguiu trabalhar em Wall Street, onde aprendeu que ali nenhum valor era valor real, e que nada é Legal (assim que se consegue dinheiro em Wall Street...). Após 6 meses de árduo trabalho e crescendo na vida, Jordan e todos ali ficaram desempregados, devido a uma quebra total nas ações. Achou emprego com uma firma de baixos valores para aplicação, mas que, por trás, beneficiava o corretor. Mas Jordan era muito bom com as palavras e entonações de voz, e fundou com um colega sua própria empresa: Stratton Oakmont.
Acabaram ganhando tanto dinheiro, que não sabiam o que fazer com ele. As preocupações de ocupação de tempo eram realmente levadas a sério, como por exemplo, de que forma iriam brincar de tiro ao alvo com anões, quais prostitutas iriam comer naquele dia, naquela semana, quais novas drogas iriam tomar fora as usuais...
A Stratton Oakmont acaba sendo alvo de investigações do FBI, devido a tanto dinheiro ganho em pouco tempo. E mesmo assim, a festa não pára (literalmente, tinha festa na empresa, com drogas, prostitutas, animais, e etc. Nem a corrupção. É o clássico caso que acontece em toda sociedade: Quanto mais dinheiro se tem, mais se quer.
Na minha humilde opinião, Leonardo DiCaprio merecia um Oscar por cada filme que ele já fez. Neste, podemos ver que ele não é só ótimo em dramas, mas também em comédia. E a Academia é um monte de gente babaca que dá Oscar a quem está sendo notícia, ou quem nem teve uma atuação assim tão boa, a ponto de chegar aos extremos, dar tudo de si ao momento em que o personagem está vivendo, transmitir aquilo com tamanha vivacidade a ponto de tocar o telespectador.
“O lobo de Wall Street” está concorrendo ao Oscar nas categorias: Melhor filme, melhor diretor e melhor ator para o DiCaprio. Se vale a pena ver? VALE MUUUIIITTOOOO A PENA. MUITO. MUITO MESMO!!! 
Trailer: