Hora de Ler: Colin Fisher - Ashley Edward Miller e Zack Stentz


Fala galerinha! Voltei com livro novo, um lançamento da Novo Conceito que divide opiniões pela blogosfera, vamo conferir?!
Collin Fisher tem 14 anos, é "especial" por ser mais inteligente que os demais amiguinhos da mesma idade, tem síndrome de Asperger e sérios problemas sociais. Anda com um caderninho que anota TUDO o que vê durante o dia, além de uma ficha com espécies de "emoticons" com o rosto das pessoas para identificar ~~emoções~~, conta os passos da sala até o bebedouro, sempre está na sala da diretora levando advertências mas não por se comportar mau, e sim pelo fato de que os colegas não o entendem.


 Já no primeiro dia Wayne Conelly não vai com a cara dele e simplesmente o afoga na privada, assim, sem motivos. Passa o resto do ano atormentando o coitado que não tem como se defender e o máximo que faz é escrever as emoções no inseparável caderno.

Ele tem uma "paquera" (meu deus ainda se usa esse termo? acho que não né) na escola e a única amiga de verdade, Melissa que o trata de um modo muito carinhoso. No aniversário dela durante a hora do recreio na cantina, rola uma pequena confusão na hora de partir o bolo e enquanto isso de repente TIROS! Alguém disparou uma arma dentro da escola, ninguém ficou ferido e agora cabe ao nosso pequeno Sherlock Fisher descobrir com seus métodos quem foi o responsável por isso.

Tudo que ele sabe é que seu carrasco Wayne não é o culpado.

~

O livro é bom, nada excepcional, digamos que me decepcionei um pouco, não tava esperando nada apesar da capa ser bacana, mas algo me incomodou. A narrativa começa muito bem nos apresentando a Collin e seu cotidiano, a escola, os amiguinhos e inimigos dele, mas aos poucos vai ficando desgastante, diria até que arrastada devido as "coisinhas" detalhadas ao máximo sem falar em Collin que sinceramente: QUE PIRRALHO CHATO!
Tá que se trata de um autista, mas meu deus do céu! Perdi a paciência várias vezes com o protagonista, muito metódico, muito "esteriotipado" o tipo de nerd que se vê aos montes em séries americanas, mas o diferencial do livro é a veia investigativa dele o que o torna um Sherlock Holmes-mirim e salva a obra.

Não vou comparar com nenhum outro livro que li anteriormente, apesar dos clichês a obra é bem inovadora os autores souberam "misturar" com o que já existia e deram um toque único. A primeira vista é um livro para divertir mas eu particularmente não me dei muito bem.

3 estrelinhas pela personalidade forte de Collin e as tiradas super bem pensadas em vários momentos, vale a pena naquele fim de tarde a leitura.



Collin Fisher de Ashley Edward Miller e Zack Stentz, é composto por 176 páginas comercializado pela Editora Novo Conceito e á venda em todo país.