Hora de Ler: As Aventuras de Tom Sawyer - Mark Twain


Faala galerinha! Adiei muito esse review pois tinha esperanças de conseguir fazer vídeo, mas não deu infelizmente :(
Me preparei psicologicamente, quotei grande parte do livro mas essas coisas acontecem mesmo, quem sabe num próximo livro de Mark Twain saia vídeo ;) Vamos ao que interessa.

Sempre tive curiosidade em conhecer a obra de Twain, não é de hoje que namorava as capas na Kobo (nunca enocntrei nas livrarias físicas daqui) até que um belo dia decido comprar o tal do Tom Sawyer mesmo a curiosidade tinindo com Hucleberry Finn, só sabia que existia uma "ordem" e quis respeitá-la foi melhor pois evitei spoilers!

Tom Sawyer é uma criança orfã, mora com a avó e tem um irmão, é MUITO travesso (por vezes me lembrou Zezé) aprontava muito e sempre dava a volta na avó fazendo-a sentir-se culpada quando o batia. Tudo ia muito bem na vila quando ele e seu melhor amigo Hucleberry Finn inventam de enterrar um gato morto no cemitério a meia noite, sem querer os meninos presenciam um assassinato e a partir daí tudo muda na vila pacata em que vivem, próximo ao Mississipi.


Eles sabem que o culpado na verdade é inocente, decidem ajudá-lo mas tem medo das represálias, medo de morrerem e não estão errados. Nesse meio tempo brincando de piratas, vem uma ideia na mente de Tom: procurar tesouros de verdade. A notícia de que os criminosos enterraram um baú em algum lugar da vila os tira do sério e a caçada começa, sedentos pelo dinheiro fazem de tudo para encontrar esse baú, dentre as coisas absurdas ficaram escondidos bem próximos dos ladrões.

Depois de quase desistirem do tesouro, a igreja promove um passeio a uma caverna, Tom fica preso com Becky, seu amor de infância e tudo muda. O que acontece a partir daqui é spoiler puro, quem quiser confira a história completa.

~

Logo de primeira a escrita de Twain me pegou de jeito, trazendo de volta aquela sensação gostosa de infância, as travessuras de Tom de certa forma me emocionaram e de cara me apaixonei pela obra. Porém nem tudo são flores, lá no 10° capítulo comecei a ficar de saco cheio apesar da história ser muito boa, personagens cativantes e enredo que prende, mas algo estava tornando a leitura desgastante senti uma encheção de linguiça e dei uma pausa.

No geral curti demais a leitura, tem os ingredientes essenciais aum infanto juvenil clássico, nada de clichês, MUITO humor (uma característica de Twain), sacadas incríveis e críticas disfarçadas ao jeito americano de viver; agrega valor ao camarote a estante, diria que é indispensável para quem gosta do gênero, e um ótimo motivo para conhecer o autor.

Uma coisa "curiosa" e que me despertou certa estranheza foi o fato dos meninos FUMAREM, principalmente Huck que ensinou aos amiguinhos. Os personagens de Mark Twain são bem independentes e "maduros" mesmo tão novos, ali na faixa dos 7~10 anos o que se aplica a situação de hoje.

Talvez por isso tenha ficado sem vontade de ler mais nada e atrasado total minhas leituras. A obra é ótima, tem um final incrível e bem agradável, super recomendo e irei sim ler mais obras do autor inclusive já comprei O Príncipe e o Mendigo.

Mesmo não virando favorito pela fadiga mental que me proporcionou, 5 estrelas super merecidas, e que venham mais obras de Twain!