Pular para o conteúdo principal

Hora de Ler: A Minha Vez de Brilhar - Erin E. Mouton


Volteeei! Novidade do selo #irado livro lindo, e emocionante.
Antes de mais nada só quero avisar que estou com sérios problemas com a internet, por isso o review atrasou, porém ao mesmo tempo estou feliz pois minhas metas estão indo a todo vapor! Mas vamos ao livro que é mais importante no momento.

Indie Lee Chicory é uma criança com uma imaginação muito fértil, ingênua, inteligentíssima (conhece todas espécies de peixes) chega a idolatrar mesmo a irmã mais velha Bibi, mas não é bem compreendida tanto em casa quanto na escola (ou na rua em geral).


A atenção dos pais é toda voltada a Bibi pois ela faz teatro e está prestes a ser chamada para um musical importantissimo que irá acontecer na cidade, e isso é crucial para sua carreira. Indie meio que pe escanteada na escola, não tá nem aí para a maneira de se vestir e sua melhor amiga é a lagosta Monty Cola, com quem conversa muito e leva comida antes de ir para a aula, o que faz os "amiguinhos" a repudiarem pelo forte cheiro de peixe 'estragado' que fica na sua mão.

Em contra partida Bibi está crescendo, deixa de ser a melhor amiga de Indie e defendê-la das atrocidades, ás vezes até concordando de certa forma com aquilo tudo. Isso deixa a menina super complexada fazendo planos de ser "uma Indie melhor" faz pedidos a uma estrela, mas mal sabe ela que já é incrível e tudo isso é culpa de Bibi. Eis que um dia misteriosamente Monty Cola vai parar na bolsa de Indie, e uma confusão se instala na escola, a lagosta foge e tudo piora para a nossa protagonista fofa :(

~

Aiai... Esse é mais um que quando acaba sentimos falta dos personagens. Aparentemente simples (até mesmo pelo público a que é destinado) o livro cativa de um jeito incrível, a narrativa é leve embora carregada de drama, aventura e lições a serem aprendidas. Realmente a autora soube desenvolver a trama sem parecer muito infantil nem perder o foco além de ter mantido um ritmo perfeito entre os capítulos sempre deixando aquela dúvida e assim tornando impossível dar aquela pausa para beber uma água.


Os personagens são incríveis, submetidos aos mais diversos problemas, sejam eles familiares ou "pessoais" tipo as temidas fases da adolescência. Uma coisa que ficou clara foi a mensagem da convivência com pessoas "diferentes", o respeito a individualidade isso fica muito óbvio ao término da leitura. Gostei do final, da evolução de alguns personagens, na verdade o amadurecimento diante da situação.

Bibi é muito egoísta e faz com que Indie se sinta mal desde o começo da trama, mas ainda assim ama a irmã, do jeito errado, mas ama. Quer controlar as amizades, roupas e tudo isso para conseguir um lugar no musical. Indie faz a melhor amizade que já vi em livros do gênero: Owens, um menino geek que todos evitam por puro preconceito, assim como Indie muito inteligente e não larga por nada um moleskine que titula como "livro de observações". É a amizade mais linda da trama sério mesmo, gostei da autora ter respeitado a idade deles e não "romatizado" a coisa, fazer com que ficassem namoradinhos e tal.



Outra coisa que vale a pena destacar são as referências musicais, por conta da personagem "punk" Sloth, tem desde Weezer, Green Day a Street Dogs que abrem e fecham o livro com citações da música Not Without a Purpose. Simplesmente AMEI isso! Fugiu do indie rock manjado ou musiquinhas anos 80 comum nos livros.

O trabalho da Novo Conceito tá excepcional como sempre, capricharam na edição! Capa dura, diagramação muito boa com ótimo espaçamento entre linhas, fonte de tamanho agradável e ~~decorações~~ no inicio de capítulo e número das páginas.



Sem dúvidas 5 estrelas para o livro, super indico!

A Minha Vez de Brilhar de Erin E. Mouton, é composto por 288 páginas, publicado pela Editora Novo Conceito (selo #irado) e à venda em todo país.