Hora de Ler: Garoto Encontra Garoto - David Levithan


Meu primeiro contato com David Levithan, e bem satisfatório para um começo.
Aeeee voltei! Vamos começar o ano com um livrinho legal, divertido e que vale a pena para passar o tempo.

Paul é gay. Já começamos o livro sabendo disso também é explicada a relação dele com os pais, que desde cedo aprenderam a conviver com isso, na infância não aceitaram mas depois com o passar dos anos se acostumaram com o fato de Paul beijar meninos, além de recepcionar os namoradinhos do filho com o maior carinho.


Tudo vai muito bem até que ele encontra um menino "perfeito" num evento em uma livraria com os amigos, já chega nele com a meior facilidade, pega endereço, cpf e as digitais. Brincadeira, mas ali mesmo eles não perdem tempo e já se conhecem, Nolan se apresenta dizendo que é o mais novo aluno da escola e Paul fica morta ao saber disso.  O ~~romance~~ não começa imediatamente mas já estão perdidamente apaixonados depois do primeiro beijo.

Claro que a narrativa não foca só nisso, tem os amigos de Paul que são muito caricatos tipo Ininite Darlene, uma drag que é quarterback do time de futebol americano da escola e ao mesmo tempo rainha do baile, June sua melhor amiga está numa fase de escolher namoradinhos que não prestam e quase coloca em risco a amizade de anos deles, Kylie é o ex de Paul que agora é o inrustido "macho" da escola sente repulsa por gays e só sai com meninas mas que não para de procurá-lo e implorar para que voltem, ainda tem Tony um amigo que Paul conheceu na livraria há uns anos, todo misterioso e os pais evangélicos não aceitam a condição dele.

~

Bem... O livro no geral agrada por ter uma escrita leve e puxada pro humor, é fofinho principalmente Paul-Nolan mas tem furos e as coisas são muito fáceis no universo criado por Levithan. Dilemas da adolescência como estar se descobrindo sexualmente, problemas com os pais, namorados obssessivos, ser a rainha do baile e todos os clichês possíveis e imagináveis são encontrados aqui mas por incrível que pareça ficou muito gostosinho de ler.

Me identifiquei com algumas partes pois o momento é bem oportuno, e com isso sim, me emocionei também principalmente na relação Paul-Nolan quando se separam e :(: fofinho e triste ao mesmo tempo, fica difícil não se ver nesse livro kkkk.

Eu neste exato momento :(
Quanto aos furos me refiro a seguinte questão: Ele dá brecha para a história de X personagem mas não continua.

Começa e já muda para outro núcleo, chega no final e aquilo fica em aberto, não curti tanto esse aspecto. E quanto a utopia: os pais de Paul são além do normal com a condição dele, faltam beijar o namoradinho sendo hospitaleiros DEMAIS! Heloooooow todos sabemos como é difícil pra família aceitar isso, mesmo quem é resolvido tem probleminhas, go home Levithan you're drunk.


Sei que não se deve fazer isso mas: comparei com Ari e Dan (o melhor livro que li esse ano passado disparado) e as diferenças são muito perceptíveis. O primeiro tem uma história mais sólida, tem uns clichêzinho mas nada gritante, tem o caso de Ari tá se descobrindo e as coisas se fecham, sem brechas na história.  Não diria imaturo pois não tenho cacife pra analisar a escrita de ninguém ainda, mas é beeeeeeeeeem levezinho o livro, lembra um episódio de Glee sem música ou mesmo um filme da sessão da tarde, mesmo assim vale a pena a leitura.

5 estrelas pelo tema abordado, leitura rápida e agradável, personagens icônicos e o humor de Levithan.


Garoto Encontra Garoto, de David Levithan é composto de 240 páginas, comercializado pela Galera Record (selo juvenil da Editora Record) e á venda em todo país.