Pular para o conteúdo principal

Hora de Ler: Perdão Leonard Peacock - Matthew Quick


Faaaala galerinha! Hoje tem sick-lit muito bem escrito, suicídio e bullying, estão preparados?!
Eu meio que já começo me desculpando pois "prometi" essa resenha no início da semana a Laine, uma leitora do blog e olha quando saiu... kkkkk realmente não deu, mas vamos ao que interessa.

Leonard Peacock é um adolescente de 17 anos e hoje é seu aniversário de 18, o menino aparentemente "normal' sofre bullying pesado do seu ex-melhor amigo os pais de ambos não fazem nada para controlar a situação e Leo tem os piores pais possíveis, duas monga inútil. Ele também tá chateado porque ninguém, NINGUÉM lembrou do seu aniversário nem a própria Mãe. Eis que o menino sozinho, sem amigos e cheio de problemas resolve das um basta na situação de uma maneira bem adorável e cute: Matar Asher (o idiotinha) e em seguida se matar com um tiro a cabeça. Mas antes ele resolve se despedir dos amigos e pessoas importantes de sua vida lhes entregando presentes.

Eu não vou mais falar nada senão entrego as surpresas do livro, é bom vocês irem sem saber de nada pois a narrativa é daquele tipo que começa e aos poucos vai voltando no tempo para explicar as coisas (ou o momento) daí que tudo se encaixa. Acho que já dei um mini spoiler, quem leu vai saber mas também seria impossível ficar sem citar aquilo. Basicamente essa é a história do livro.

~

Pois então. Fazia tempo que eu pretendia ler essa obra e acho que na época não tinha o Kobo ainda, sei que demorei e me arrependo amargamente. Sabe o tipo de livro que prende desde o começo? é esse aqui! Eu particularmente A M O essa atmosfera pesada com Young Adult's envolvendo doença, suicídio, bullying e tal APESAR de não ser mais adolescente e ter 22 anos na cara me identifico com os problemas ainda.

A narrativa de Matthew Quick é incrível, ele alterna entre presente e passado, sempre em primeira pessoa tornando o livro muito dinâmico e impossível de largar, o autor tem um senso de humor incrível onde até nos piores momentos tem piadinha (de mal gosto mas tem). Eu ia dormir já pensando no que poderia acontecer no capítulo seguinte e por incrível que pareça surpreende demais, são reviravoltas dignas de outros gêneros, um livro que tinha tudo pra ser mais um clichê se tornou favorito com muita sutileza me conquistou MESMO!

Essa capa faz muito mais sentido que a BR

Aqui temos exemplos de amizades que são colocadas a prova, verdadeiros amigos sempre tentando ajudar Leo mesmo sem saber do suicídio, e uns personagens que MEU DEUS! dá vontade de ficar abraçando o livro eternamente ou desejar ter amigos iguais aos que foram mencionados na obra. O Professor que no início parece ser bem "nem aí" mostra uma grande importância com o menino, e o vizinho dele é um amor ♥

QUOTES

Então você me promete que vai ligar se as coisas piorarem, antes de agir de maneira precipitada?
Por que não usam sua liberdade para buscar a felicidade?
Será que Deus era todo-poderoso e emocionalmente carente?
Talvez eu tenha me permitido me tornar essa pessoa maluca, deprimida e incompreendida


Sinceramente não sei mais o que falar do livro sem entregar spoilers, queria conversar com alguém que leu pra tentar superar isso tudo, foi muito bom, sendo assim 5 estrelas +FAV. E um aviso: LEIAM ASSIM QUE PUDEREM!


Perdão, Leonard Peacock, de Matthew Quick é composto por 224 páginas, publicado pela Editora Intrínseca e a venda em todo país.