Hora de ler: Matéria Escura - Blake Crouch



Essas são as últimas palavras que Jason Dessen ouve antes de acordar num laboratório, preso a uma maca.
Raptado por um homem mascarado, Jason é levado para uma usina abandonada
e deixado inconsciente.

Quando acorda, um estranho sorri para ele, dizendo: "Bem-vindo de volta, amigo."
Neste novo mundo, Jason leva outra vida. Sua esposa não é sua esposa, seu filho nunca nasceu e, em vez de professor numa universidade mediana, ele é um gênio da física quântica que conseguiu um feito inimaginável. Algo impossível.

Será que é este seu mundo, e o outro é apenas um sonho? E, se esta não for a vida que ele sempre levou, como voltar para sua família e tudo que ele conhece por realidade?

~

Que. Livro! Pensem numa narrativa de tirar o fôlego e ainda te fazer questionar várias coisas, isso é Matéria escura.

De início ficamos tão perdidos quanto Jason sem saber onde nem o motivo dele estar ali
naquele laboratório em seguida o autor nos confunde com outra cena do cotidiano mas Jason
mesmo continua sendo examinado no laboratório sem lembrar nem do próprio nome.
Aos poucos as revelações aparecem no maior estilo “quebra cabeça” onde tudo começa a fazer sentido e você tem vontade de reler os primeiros capítulos para entender mais profundamente o que aconteceu.
Crouch as vezes é um pouco descritivo mas não é nada irritante do tipo 3 páginas sobre o ambiente, senti que algumas foram puramente encheção de linguiça porém de uma maneira  até aceitável, talvez isso tenha sido um modo de “pausar” toda a tensão da obra. O final
surpreende, você fica torcendo e tal, mas foi um pouco corrido.

A graça do livro é se situar porque você entra num mundo totalmente novo se torna o melhor amigo de Jason e íntimo de sua familia, não fica claro no início a questão da timeline se ele está viajando no tempo, dimensões paralelas (tipo a Londres de baixo) ou se tudo aquilo é um sonho.
A intrínseca meio que dá a resposta em uma das imagens de divulgação mas prefiro
que vocês descubram e fiquem de queixo caído.

Esse é um daqueles “blow your mind” que não é difícil mas requer um pouco de atenção para um melhor entendimento. A parte de física quântica é muito bem explicada e explorada, conteúdo pesado na medida certa sem deixar que o livro fique chato ou cansativo (Oi Perdido em Marte).

São notáveis as referências aqui até mesmo das próprias obras do autor como a trilogia Pines que tem uma sinopse parecida, onde um detetive acorda sem documentos nem memória num lugar esquisito e precisa provar quem é aos habitantes dali e não tem como falar com a esposa nem o filho; também me lembrou EntreMundos obra de Neil Gaiman em parceria com Michael Reevs e para finalizar as referências: Doctor Who.
O “chato” de falar sobre esse livro incrível é que como se trata de um thriller qualquer coisinha a mais que eu disser será spoiler, longe de mim estragar a experiência de vocês com a obra.
Durante a leitura fiquei pensando em mil teorias conspiratórias mas não tinha com quem conversar sobre :( esse é um dos maiores desesperos de um leitor kkkkkkkkkkkkkk.

No final do livro nas notas e tal o autor já nos adianta que os direitos para adaptação estão com a Sony e teremos um filme da obra! Se seguirem o que tá escrito tem tudo pra ser um filmaço.

Eu não tenho o costume de ler thriller/suspense/policial mas me surpreendi de tal forma que irei sentir falta dos personagens.
Já to enchendo o saco dos amigos “leia matéria escura” pois o mundo precisa conhecer essa versão de mundo criada pelo autor.

Nem preciso dizer que virou
um dos favoritos do ano/vida né?
Leva fácil 5 estrelas!
Spoiler: Vai ter sorteio de um exemplar por aqui logo mais.