Hora de Ler: O Castelo Animado - Diana Wynne Jones


E aí galerinha, tudo bem? Hoje tem mais fantasia por aqui, ninguém menos que Diana Wynne Jones! Bora conferir?

A jovem Sophie é surpreendida pela perversa Bruxa das Terras Desoladas enquanto trabalha, entediada, na chapelaria da família. Por motivos que ela desconhece, a Bruxa, a transforma numa velha de 90 anos, e Sophie não vê outra saída senão fugir para evitar a dor de não ser reconhecida por suas irmãs. Vagando sem rumo, a “jovem senhora” acaba na porta dos fundos do castelo do terrível Mago Howl, conhecido por devorar o coração das moças do povoado.

~

Sophie é o que podemos chamar de patinho feio da família, jogam toda a responsabilidade em cima dela por ser a mais velha, cobram muito também e dão privilégios as mais novas deixando a consciência da menina mais pesada que o normal. Assim quando ela é amaldiçoada pela bruxa não tem muita diferença na casa aparentemente, e nossa heroina terá que lutar sozinha nessa para tentar reverter o feitiço.

Quando Sophie chega no castelo o livro de fato começa (pelo menos a ficar hilário por conta de Howl) conhecemos Mike, um aprendiz do mago Howl, Calcifer, um demônio do fogo aprisionado no castelo, e Howl a graça do livro o mago-feiticeiro mais pilantra que poderia existir!
É bem interessante o desenvolvimento dos personagens durante a trama, acompanhamos o amadurecimento de todos eles inclusive Calcifer que só está ali por conta de um feitiço-pacto de Howl, a única coisa que o foguinho deseja é que Sophie quebre o contrato para libertá-lo dali o quanto antes.


O que de início parece um castigo (para Sophie e Calcifer) termina virando uma família bem desajustada aos seus modos, mas onde todos se entendem e sim, se amam do jeitinho deles. Paralelamente temos a história das outras irmãs de Sophie, Lettie e Martha que foram mandadas para longe com o objetivo de aprender magia e casar respectivamente, como é de se esperar nada é tão simples como elas desejam e vão passar por alguns percalços até conseguirem algo.

Comecei a leitura dessa obra MUITO empolgado por ser realmente mágico e ter aquele toque de infância dos clássicos, mas apesar disso tudo se tornou um  pouco cansativa até o final que compensou "o sacrifício". Além de mágico é um livro muito bem estruturado, conclui ao finalizar que o problema sou eu, que não tenho costume de ler tanto fantasia e de certa forma me perco nas várias tramas abordadas ao mesmo tempo, me focando só na principal.

4 estrelas pela empolgação e o final surpreendente, o que foi aquele casal inesperado?!

Comentários