Hora de Ler: Lola e o Garoto da Casa Ao Lado - Stephanie Perkins


Fala galerinha! Finalmente vamos conferir na integra do que se trata o livro mais comentado do ano passado nas redes sociais.
Como vocês já devem saber não sou acostumado a ler esse tipo de coisa, foi por pura curiosidade, tavam falando muito bem em dezembro e resolvi conferir. Claro, curto romance mas adolescente açucarado assim...... hummm não :/ Ah, esse é o post completo da "prévia" que vocês conferiram aqui.

Lola ou Dolores para os intímos tem 16 anos, é designer (de roupas) e trabalha num cinema, filha adotiva de um casal gay (um deles é irmão da mãe dela) e resolveram criar a menina. Super criativa e bem "despojada" "alternativa" e "roqueirinha" Lola se apaixona por Max, de 22 anos que não tem mais pais, pelo menos não faz questão de uma mãe alcoolatra e um pai drogado, faz a linha 'revoltadinho metido a punk' e canta numa bandinha indie (?!!?!?!?).

Os pais de Lola são altamente rígidos e só a deixam namorar com Max nos domingos depois do "brunch" que sempre é cheio de conversas nada interessantes e bem constragedoras. MAAAAS em um domingo desses chega um caminhão de mudança na vizinhança e a menina é obrigada a sair com Betsy, sua cadelinha para Nathan e Andy conversarem com Max sobre o relacionamento dele com a filha. QUEM CHEGA NO CAMINHÃO? Isso mesmo, a antiga paixão platônica de Lola, Cricket Grahm Bell! Eles vieram para morar permanentemente ao lado da menina, por causa de Calliope, a irmã gêmea de Cricket, que treina patinação artística. E apartir daí começam as confusões amorosas na cabeça de Lola, que está apaixonada por Max porém reacende o interesse por Cricket, que pensou ter esquecido.

Sobre o livro: Como disse, li por pura curiosidade, não me arrependi mas achei MUITO superficial, não consegui me apegar a personagem nenhum, nem tampouco me ver na trama. Todo mundo na adolescência já passou por isso de quando tá namorando aparecer AQUELA pessoa e tal, mesmo asssim não consegui digerir o livro.

A linguagem é leve, e a obra se resume em Lola querer dar uns pega em Cricket mas fica receiosa em relação ao namorado, agora pensem nisso em quase 300 páginas.... É muita enrolação, tem mais cara de filme do que qualquer outra coisa. Também não gostei pelo fato de progredir muito lentamente, a autora se perde apesar de terem partes engraçadas, é aquele tipo de livro que você pega e fica confuso, não sabe se odeia ou gosta simplesmente "ah, acabou foi? que bom".
Não entendi esse alvoroço todo que fizeram "melhor livro" "ai o livro da minha vida!" "meu deus lola é demais, genial!" talvez por eu não ser menina, sei lá.

Bem, e vamos a classificação:


Duas estrelas pela enrolação e o mimimi, muita encheção de linguiça me desculpem pela sinceridade.

Lola e o Garoto da Casa Ao Lado, de Stephanie Perkins, é composto por 288 páginas, publicado pela Editora Novo Conceito e a venda em todo país.