Hora de Ler: A Escolha Dos Três - Stephen King (Torre Negra #2)



Hey, Entediados, tudo tranquilo?

(bom, resolvi bolar um nome pros leitores do blog, só de zua, e acho que 'little tedious' nao servia mt né)

Bom, dando continuidade às reviews d'A Torre Negra, aqui está o livro da vez: A Escolha dos Três.
(Nota: Esse post não tem spoilers significativos sobre o livro. Vou só comentar sobre a história o mais superficialmente possível.)

Depois dos acontecimentos finais de 'O Pistoleiro', Roland acorda em uma praia ali perto, com o corpo meio submerso na água (ou seja, provavelmente suas balas foram pro saco). Pra melhorar, uns bichos que ele chama de 'lagostrosidades' atacam ele, fazendo com que perca uns dedos da mão e do pé também. Esse desfalque não desanima o cara, muito pelo contrário: agora ele já tem algumas "direções" para a Torre, dadas pelo Homem de Preto. Primeira delas: reunir um ka-tet (basicamente um grupo de pessoas com um mesmo objetivo) para ajudá-lo nos obstáculos no caminho.

O Homem de Preto chamou-os de O Prisioneiro, A Dama das Sombras e A Morte (não para Roland). Respectivamente: Eddie Dean, um viciado em heroína; Odetta Holmes, uma deficiente que tem um "alter ego" violento chamada Detta Walker; Jack Mort, um executivo e serial killer.

Os três são do nosso mundo (De Nova York, especificamente). Roland 'resgatou-os' através de portas que iam aparecendo pela praia na medida que ele ia caminhando. Essas portas davam pro lado de dentro da mente deles, mas ele descobriu que podia tanto incorporar na pessoa quanto levar e trazer objetos do mundo dele pro nosso mundo, tanto quanto levar e trazer pessoas.

Sendo assim, a história vai narrando o 'resgate' das pessoas, as histórias e relações, e o final basicamente amarra as pontas abertas na história.

Bom, depois do porre que é O Pistoleiro, nesse livro já temos uma narrativa mais normal, mais no estilo do tio King. A história deslancha muito bem, vc simplesmente quer saber o que vai acontecer depois. O livro é basicamente dividido em 3 partes, cada uma relatando o 'resgate' da pessoa e o pós-resgate. Esses pós-resgates são interessantes pq eles dão tempo pra desenvolver o personagem. Na minha opinião, o pós-resgate mais interessante é o da Odetta/Detta. Como eu disse antes, a Detta é um alter-ego violento, mas muito violento. Vc simplesmente fica com medo dela. Ela deu muito trabalho pro Roland e pro Eddie...

O livro também têm suas partes divertidas, muitas delas fornecidas pelo Eddie, que vai ser o "zueiro" do ka-tet. Não que ele não seja importante, muito pelo contrário; Ele só tem esse jeito zombeteiro mas ele é uma parte importante da história como todos os outros.

Curiosidade: parece que o tio King faz várias auto-referências nas suas obras (a ~saga~ está sendo o meu primeiro contato com ele), e nesse livro não é diferente. Existe uma pequena referência bem explícita a 'O Iluminado', no caso, o filme. Achei esse fato das auto-referências bem divertido.

Queria falar muito sobre a parte final (ela é muito massa), mas só posso dizer que no 'resgate' de Jack, as coisas ficam bem interessantes. Muito interessantes mesmo.



Nas próximas semanas continuarei com os reviews. O próximo livro será 'As Terras Devastadas'. See ya, little tedious!!! (NOT)